Aves na Serra da Estrela

Ir em baixo

eye Aves na Serra da Estrela

Mensagem por Admin em Qua Nov 14, 2007 5:22 am

A Serra da Estrela

Falar da Beira Alta é falar da Serra da Estrela. E falar da Serra da Estrela é falar da neve, da torre e do saboroso queijo. Mas também pode ser falar de aves. Só é preciso saber quais as espécies que aí ocorrem e onde as procurar.

Claro que a tentação de quem vai à Serra é ir directo até à Torre. Mas este não é, de modo algum, o melhor local para ver aves. Para encontrar algumas das espécies mais interessantes, vale bem a pena investir nos sectores intermédios da Serra, especialmente entre os 1.000 e os 1.600 metros de altitude. A melhor época para procurar
aves nesta zona é em Maio e Junho.

No Inverno há poucas aves, mas podem surgir algumas surpresas. Alguns locais a não perder, quer
pela beleza das suas paisagens, quer pelas suas aves, são: o Covão da Ametade, situado junto ao vale glaciar do Zêzere, onde é possível encontrar a felosa de Bonelli, o melro-de-água e a estrelinha-de-cabeça-listada; a Nave de Santo António, perto de Piornos, onde ocorrem a laverca, a sombria, a ferreirinha-comum e a petinha-dos-campos; o Cântaro Magro, logo abaixo da Torre, onde no Verão há o melro-das-rochas e no Inverno a ferreirinha-alpina e o melro-de-peito-branco; o planalto da Torre ao longo da estrada para o Sabugueiro, para procurar o chasco-cinzento, a laverca e a
petinha-dos-campos; a zona das Penhas Douradas, onde também há a sombria e a petinha-dos-campos e, em certos anos, o cruza-bico; por fim, a zona envolvente da Torre propriamente dita, que também pode ser um bom local para encontrar o chasco-cinzento no Verão e a ferreirinha-alpina no Inverno.


As terras de Riba Coa

Para leste da Serra, entre Guarda e Vilar Formoso, estende-se um vasto planalto situado entre os 700 e os 800 metros. A paisagem é dominada por blocos graníticos e giestas, alternando nalgumas zonas com manchas de pinheiro-bravo ou carvalho-negral. Muito fria no Inverno e muito quente no Verão, esta zona possui uma diversidade avifaunística
notável, devido à presença de espécies típicas do norte do país e de zonas serranas (como a sombria, a felosa de Bonelli, a
toutinegra-carrasqueira, o papa-amoras ou o chasco-cinzento
) e de outras características de climas mediterrânicos e que, sendo comuns no sul do país, se encontram a norte do Tejo restringidas à faixa raiana (é o caso do abelharuco, da pega-azul, do picanço-barreteiro ou do chasco-ruivo).

Há inúmeros locais dignos de visita e por isso apenas se referem alguns. A aldeia de Sortelha, no concelho do Sabugal,
que para além do seu magnífico património é um excelente local para ver aves de rapina, e ainda andorinha-dáurica e melro-azul. A zona de Aldeia da Ponte, também no concelho do Sabugal, tem cegonha-preta, chasco-cinzento, felosa de Bonelli e papa-amoras.

A região de Vilar Formoso e um pouco para sul até Nave de Haver, concelho de Almeida, é excelente para aves de rapina, incluindo milhafre-real, tartaranhão-caçador e por vezes abutres; também aqui ocorrem sombria, felosa de Bonelli, papa-amoras, cuco-rabilongo e pardal-espanhol.

A barragem de Santa Maria de Aguiar, concelho de Figueira de Castelo Rodrigo, é um local privilegiado para observar aves aquáticas nesta região, incluindo os belos mergulhões-de-crista, várias espécies de patos (no Inverno), rouxinol-grande-dos-caniços e até dois singulares ninhos de cegonha-branca “suspensos” sobre a água, sob os quais há vários, ninhos de pardal-espanhol. Os terrenos adjacentes albergam sisão e alcaravão.


O vale do Mondego

Para oeste de Guarda, ao longo da vertente norte da Serra da Estrela, estende-se o vale do Mondego, que atravessa os concelhos de Celorico da Beira, Fornos de Algodres, Gouveia e Seia. Nesta zona a altitude é consideravelmente menor que no resto do distrito, havendo zonas a 300 metros. Por outro lado, o habitat encontra-se mais transformado, não só devido à maior presença humana, mas também pela existência de grandes pinhais. Os incêndios deixam marcas visíveis nesta zona.
Para além de outras especialidades que ocorrem no resto da região, o vale do Mondego é uma zona bastante favorável para encontrar o milhafre-preto, o ógea, o melro-de-água e o torcicolo.
Algumas das espécies presentes na faixa raiana podem ser encontradas na zona de Celorico da Beira, mas não ocorrem mais para oeste, possivelmente devido à maior influência atlântica do clima – é o caso da pega-azul. Outras como o abelharuco e o picanço-barreteiro podem ser encontrados mais a oeste, até perto de Mangualde (distrito de Viseu), mas são comparativamente mais escassos nesta zona do que na faixa raiana. Em contrapartida, a menor altitude favorece a presença de espécies como a fuinha-dos-juncos, que é comum ao longo do vale do Mondego mas está praticamente ausente acima dos 800 metros.

Não deixe de visitar a magnífica aldeia histórica de Linhares da Beira, em cujo castelo nidifica o pardal-francês.

Gonçalo Elias
QUERCUS Ambiente n.º 6 (Abril/2004)



Fonte: www.quercus.pt

_________________
www.sergioviana.com
avatar
Admin
Admin

Número de Mensagens : 945
Idade : 39
Localização : Seia - Serra da Estrela
Data de inscrição : 09/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

eye Re: Aves na Serra da Estrela

Mensagem por Admin em Qua Nov 14, 2007 5:40 am

laverca





melro-de-água




Mergulhão de crista


Fotografia de José Paulo C. Pereira
Local: Albufeira do Azibo

Milhafre preto


Fotografia de José Paulo C. Pereira
Local: Albufeira do Azibo


Milhafre-real




Torcicolo



Última edição por em Ter Dez 04, 2007 5:45 am, editado 1 vez(es)

_________________
www.sergioviana.com
avatar
Admin
Admin

Número de Mensagens : 945
Idade : 39
Localização : Seia - Serra da Estrela
Data de inscrição : 09/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

eye Re: Aves na Serra da Estrela

Mensagem por Maggie em Qua Nov 14, 2007 6:46 am

Nuito bem, assim ficámos a saber onde podemos fazer os próximos raids, à procura de passarocos.

_________________
www.flickr.com/photos/margaridaleandro/

Fotografar, é colocar na mesma linha de mira, a cabeça, o olho e o coração (Henri Cartier-Bresson)
avatar
Maggie
Moderadora

Número de Mensagens : 442
Idade : 38
Localização : Viseu
Data de inscrição : 16/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

eye Re: Aves na Serra da Estrela

Mensagem por Admin em Qua Nov 14, 2007 7:10 am

Precisamente Wink

_________________
www.sergioviana.com
avatar
Admin
Admin

Número de Mensagens : 945
Idade : 39
Localização : Seia - Serra da Estrela
Data de inscrição : 09/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

eye Re: Aves na Serra da Estrela

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum